Temer edita decretos para garantir mais acessibilidade

Em locais com capacidade acima de mil pessoas, deverão ser garantidos pelo menos 40 espaços
11/06/2018 20:54 Cultura / Lazer
(foto: EVARISTO SA / AFP )
(foto: EVARISTO SA / AFP )

 

 
 
O presidente Michel Temer assinou nesta segunda-feira, 11/5, decreto para que 4% dos lugares em teatros, cinemas, auditórios, estádios e ginásios de esporte sejam destinados para pessoas em cadeira de rodas e pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida. Em locais com capacidade acima de mil pessoas, deverão ser garantidos pelo menos 40 espaços.
 
SAIBA MAIS 17:49 - 11/06/2018 Jungmann diz a Temer: 'o senhor tem sido alvo de muitas injustiças' 17:19 - 11/06/2018 Temer sanciona lei que cria Sistema Único de Segurança Pública 15:14 - 10/06/2018 Planalto não comenta reprovação recorde de Temer em pesquisa Datafolha
Temer também editou outro decreto para que microempresas e empresas de pequeno porte tenham que se adaptar ao Estatuto da Pessoa com Deficiência e assegurar condições de acessibilidade ao estabelecimento, atendimento prioritário e igualdade de oportunidades na contratação de pessoal.
 
Pelo decreto, adaptações, modificações e ajustes necessários para garantir maior acessibilidade não podem acarretar "ônus desproporcional e indevido" para as empresas. Para isso, as mudanças não podem ultrapassar 2,5% da receita bruta do exercício contábil anterior no caso de microempreendedor individual; 3,5% no caso da microempresa; ou 4,5% no caso da empresa de pequeno porte.
 
Para que o decreto seja cumprido, as empresas terão 48 meses, no caso de empresas de pequeno porte e 60 meses, no caso de microempreendedores individuais e microempresas

Fonte: Agência Estado / Correio Braziliense

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Olho Vivo News.